Peça “Uma loira na lua” estreia em Sampa e em breve chega ao Rio

A companheirada de Sampa tem a oportunidade de rir em meio a esses tempos de tragédia, quando vivemos sob um desgoverno fascista que de engraçado não tem nada. A comédia Uma Loira na Lua, com a atriz Alexandra Richter, que homenageia a comediante americana Lucille Ball e grandes comediantes e atrizes brasileiras, estreia na próxima sexta-feira, dia 05 de agosto no Teatro Opus Frei Caneca, ficando em cartaz até 25 de setembro, depois rumando para Campinas e em seguida iniciando um tour pelo Brasil, até chegar ao Rio de Janeiro.

Inspirada numa exitosa montagem realizada em 2004, no Rio de Janeiro, também estrelada por Alexandra Richter, o projeto teatral traz a assinatura do criativo diretor carioca Luiz Antônio Rocha, sobre o texto de Ana Paula Botelho e Marcelo Moratto. O diretor Luiz Antônio Rocha afirma que a essência do espetáculo é a mesma, “com os mesmos autores, a mesma atriz e a mesma direção. A gente tenta repetir o que construiu com uma nova roupagem, novos textos e novos personagens.” A atualidade vem para a cena com assuntos sobre ecologia e pandemia.”

“O conceito da peça é o humor de situações. A nova encenação, além de reverenciar Lucille Ball, estende o tributo a todas as comediantes brasileiras como Dercy Gonçalves, Nair Bello, Hebe Camargo e a americana Lucille Ball. Mulheres que se destacaram na comédia, que vieram do teatro de revista e foram para a televisão, quebraram tabus e romperam preconceitos numa época extremamente machista.”, conta o diretor Luiz Antônio Rocha que cita, ainda, Marília Pêra, Virgínia Lane e Marina Miranda. “Assim, inserimos a televisão no espetáculo, com seus programas de auditório e seriados.”

Personagens da peça

Personagem “Uma loira à deriva”: crítica à destruição do planeta. (fotos divulgação)

São personagens muito divertidas interpretadas pela versátil Alexandra Richter, que é fisicamente muito parecida com a americana Lucille Ball. “Sempre fui muito apaixonado por ela”, conta Alexandra sobre o espetáculo que foi concebido para ser uma grande homenagem. “Foi um sucesso na época. A crítica de teatro Barbara Heliodora colocou a gente nas alturas. O autor Flávio Marinho escreveu em seu livro Quem tem Medo de Besteirol que nós éramos os reinventores do gênero.”

A eterna Lucille Ball. (foto Web)

Alexandra Richter interpreta no palco cinco personagens, em esquetes interligadas com as fases da lua. Entre elas, destaque para Marly de Bangu, a empresária serial que tem a solução para todos os problemas no planeta Terra: deixá-lo pra trás e viver na Lua. “Ela jura que sua empresa já pode ser considerada unicórnio, empresas que faturam mais de um bilhão de dólares. Está tentando vender a cápsula lunar, além de terreno na Lua e serviços agregados. Quer convencer os futuros compradores que morar na lua é a solução porque na Terra não dá mais”, comenta a atriz.

No quadro “Uma Loira à Deriva”, o desejo de sentir emoções em alto mar leva a personagem a pagar uma mesa exclusiva, colada ao palco do show de Roberto Carlos. Tudo o que ela queria era ser vista pelo Rei em seu cruzeiro. Mas o aquecimento climático mandou um iceberg na rota do navio e ela foi parar numa ilha nada paradisíaca. “Ela vai reconhecendo o lixo jogado por ela mesma. É um quadro bem atual. Inserimos um assunto sério, necessário, mesmo em um espetáculo cômico.”

Em outro esquete, a atriz faz teste para comercial de um xarope a ser tomado uma vez ao dia. “Só que ela vai errando o texto e bebendo sem parar até ficar completamente louca.” Tem os quadros da atriz cômica reprovada para o papel de Medeia (por não ter physique du role, de acordo com o diretor); e também fantasiada de Mulher Maravilha fazendo telegrama animado no teatro.

Sucesso de público e crítica, a primeira montagem do espetáculo há 18 anos projetou o nome da atriz e chamou a atenção da TV Globo. “Maurício Shermann [então diretor] foi me assistir numa segunda-feira e me convidou para fazer um quadro no Zorra Total.”

Sobre sua personagem Julinha, na novela Além da Ilusão, a atriz só tem elogios: “Depois desses anos tão difíceis e de tantas perdas, eu amei poder fazer parte desta novela linda, que é um sucesso e o clima de gravação é delicioso. Fazer uma personagem leve e divertida foi um presente. E que núcleo delicioso, só alegria!”.

Ficha Técnica

Com Alexandra Richter.
Direção: Luiz Antônio Rocha.
Texto: Ana Paula Botelho e Marcelo Moratto.
Colaboração de Texto: Luiz Antônio Rocha e Alexandra Richter.
Direção Musical: Tony Lucchesi.
Cenografia e Direção de Arte: Clívia Cohen.
Figurino: Edson Galvão (Gal).
Direção de Produção: Gustavo Nunes.
Coordenação de Produção: Heldi Bazotti.
Produção Executiva: Monica Farias.
Assessoria de Imprensa: M. Fernanda Teixeira/Arteplural.
Marketing: Diogo Gallindo.
Design: Julliana Della Costa.
Financeiro: Helber Santa Rita.

Serviço:

Estreia dia 05 de agosto 2022
Temporada de 05 de agosto a 25 de setembro de 2022
Sexta e sábado às 20h. Domingo à 19h.
Rua Frei Caneca , 569 – Consolação – São Paulo. CEP: 01307-001
Ingressos – De R$ 25,00 a R$ 90,00 – para as sessões de sexta, sábado e domingo.

(Edição desta matéria por Francis Ivanovich)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s