“VETIVER”: Curta de Sandra Seixas vence festivais em Londres e Paris

Por Francis Ivanovich:

A bailarina e cineasta pernambucana, mas carioca por adoção, Sandra Seixas vem conquistando festivais, na categoria experimental, com o seu filme “Vetiver”. Trata-se de poema audiovisual, curta-metragem, sobre uma mulher que revisita memórias através do seu corpo, elaborando processos internos de vida.

Filmado na praia da Urca, Zona Sul do Rio de Janeiro, a própria Sandra dá vida à essa mulher, através de movimentos pontuados pelo som do mar e do vento, durante a noite. O filme venceu o Crow International Festival de Londres, e o Lightbox Festival de Paris.

Cartaz de VERTIVER, de Sandra Seixas.

O poema visual, que assisti recentemente, cativa pela sua delicadeza e ao mesmo tempo força, fugindo ao clichê de uma ideia de memória coreografada, óbvia, pelo contrário, o corpo é a matéria primordial e substancial, capturado por uma fotografia que, ao optar por fragmentar e desfocar o corpo da bailarina, cria densidade que penetra e transita pelo sensorial e a imaginação do espectador.

A diretora prepara um novo filme, desta vez com enfoque na bailarina Angel Vianna.

*Francis Ivanovich é cineasta e editor deste blog.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s