A posse de Lula, a nossa posse

Por Francis Ivanovich:

A posse de Lula, em primeiro de janeiro, é muito mais do que uma solenidade em que o Brasil tem um novo presidente da república. Ela representa um momento histórico em que o país volta a se reencontrar com suas verdadeiras aspirações democráticas e de justiça social.

O Brasil viveu nos últimos quatro anos um autêntico pesadelo, desgovernado por um desiquilibrado incapaz, semeador de ódio, um serviçal de poderosos que ainda enxergam o Brasil como uma colônia com casa grande e senzala.

A posse de Lula será um ritual de purificação contra o mal que se travestiu de verde e amarelo, personificado por um desgoverno que usou a mentira como alicerce de seu projeto autoritário e excludente, que só visou beneficiar uma casta que insiste em se imaginar superior e única beneficiária da riqueza.

Tenho defendido que o bolsonarismo não existe enquanto ideologia, é uma miragem, porque acredito que para um pensamento ideológico possa se estabelecer historicamente, requer formulações teóricas consistentes, como o Marxismo, por exemplo, um pensamento profundo, análise crítica, e liderança firme.

O Bolsonarismo é um movimento vazio, baseado em preceitos frágeis sugados do fascismo caduco e personificado numa figura burlesca, carente de credibilidade.

Após a derrota nas urnas, o suposto líder desse aparente movimento demonstrou total fragilidade, incapacidade, comprovando minha tese. Como disse certa vez Napoleão Bonaparte, “a bravura provém do sangue, a coragem provém do pensamento”.

O suposto movimento, pateticamente representado por uma gente sem noção e de frágeis ideias, mais semelhantes ao obediente gado, carece de profundidade, credibilidade, inteligência e sensibilidade social. São como adolescentes motivados e mobilizados pela emoção mais pueril.

A posse de Lula será o ato simbólico da volta do pensamento, da crítica sobre o Brasil que sonhamos, um país grande na alma, no espírito, na busca da justiça, da liberdade, igualdade e prosperidade.

Lula não é Deus, muito menos salvador da pátria, é um homem comum, mas humano, e só sabermos que temos alguém como Lula na presidência, é um sopro de esperança para termos um Brasil melhor, com coração e respeito pela vida.

Ao subir a rampa, Lula estará levando consigo o desejo sincero de milhões de brasileiros que acreditam no amor, na justiça, na democracia.

A posse de Lula é a nossa posse, a posse de quem realmente somos, brasileiros de verdade, um povo que só quer viver em paz.

Viva o povo brasileiro!

Francis Ivanovich é jornalista e cineasta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s